Translate this site into your language!

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Estudo Bíblico: Jesus - O Cordeiro Superior e Eterno! (Pr. Rayfran Batista da Silva)



Como o Cordeiro de Deus, Jesus foi apresentado por um homem que vinha de uma linhagem sacerdotal. Ele sabia e tinha autoridade para escolher o cordeiro da expiação. Este homem, apesar de não exercer o seu ministério e oficio sacerdotal, estava plenamente na direção de Deus e sabia que Deus proveria um cordeiro superior. O nome deste homem era João Batista. Seu pai era um sacerdote de muita estima naquela nação. João, atendendo o chamado divino deixa a estola sacerdotal, e vai para o deserto pregar a chegada do reino de Deus. Inclusive, acredita-se, que João, o Batista, deveria ser o sumo sacerdote da vez, mas por questões políticas, e por causa de espúrias alianças do clero hebreu com o império romano, ele teria sido  impedido de  exercer o seu ofício de Sumo Sacerdote no templo em Jerusalém. Porém, como Deus não dorme e não pára de trabalhar para cumprir os seus santos propósitos, Ele podia contar com o seu Sumo Sacerdote, como profeta, mesmo lá no deserto. No deserto ele não tinha a missão de imolar animais, não tinha contato nem com bodes e nem com cordeiros, até que em um dia comum,  como todos os outros, João estava batizando as pessoas arrependidas, quando de repente, ele vê uma pessoa diferente, um humano que tinha alguns caracteres que lhe despertou a atenção, sem nenhuma dúvida João acabara de conhecer um cordeiro diferente, um cordeiro especial, um cordeiro racional, um cordeiro que não era terreno, um cordeiro que não era dos homens. Por esta razão ele exclama, que aquele cordeiro, era o cordeiro de Deus! Este cordeiro de Deus era um cordeiro que se parecia com o seu dono, um cordeiro que não tinha limites. Era diferente do cordeiro que morreu para substituir Isaque, que era um cordeiro limitado que pôde impedir somente a morte de Isaque e de mais ninguém (Gn 22). Diferente do cordeiro pascal que somente impediu a morte dos primogênitos hebreus lá no Egito, visto que era um cordeiro limitado (Êx 12). Diferente, também, do cordeiro que morria para purificar a família sacerdotal, e diferente do bode expiatório que “recebia” e “cobria” somente os pecados dos hebreus, anualmente no dia da expiação (Lv 16).
       Este cordeiro identificado por João o Batista, foi o único cordeiro capaz de substituir o lugar de todos os homens existentes na face do planeta. Pois este é o cordeiro de Deus, o cordeiro perfeito e imaculado, que morreu uma vez e, os efeitos da sua morte perduram até hoje, pois derramou um sangue especial.
       O fato deste cordeiro  ser de Deus, confirma que é eterno. E, quanto a sua identificação, Ele mesmo declarou: “Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse eu sou” (João 8.58).  Deus o pai é eterno, e o seu cordeiro também o é.  Desde os tempos do Antigo Testamento os homens já possuiam este conhecimento: “Antes que os montes nascessem, ou que tu formasse a terra e o mundo, sim, de eternidade a eternidade, tu és Deus” (Sl 90.2).
       Por possuir o atributo da eternidade, ele pode perdoar os pecados do passado  desde Adão até o mundo dos seus dias. Perdoar os pecados do presente  e  do futuro. Este cordeiro não é dos homens. Ele não foi criado na semana da criação do homem. Ele é de Deus e, nos propósitos da presciência divina, este cordeiro já havia sido morto antes da fundação do  mundo (Ap 13.8).
       O apóstolo Pedro que conviveu pessoalmente com o cordeiro, teve o privilégio de tocar e sentir este cordeiro através de seu tato,  escreveu coisas maravilhosas acerca dele. Vale a pena observar I Pe 1.18-20: “Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado, o qual, na verdade em outro tempo foi conhecido, ainda antes da fundação do mundo, mas manifestado nestes últimos tempos por amor de vós”.
       Entendemos pela fé, que Deus já nos conhecia antes que chegássemos ao mundo assim como já conhece todos os que vierem após você. Encontramos isto cantado pelo compositor do Salmo 139. Ele conseguiu expressar através da música algumas revelações extraordinárias de Deus: “Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui formado, e entretecido como nas profundezas da terra. Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe, e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais iam sendo dia a dia formadas, quando nem ainda uma delas havia”. Sl 139.115-16. Deus sempre te conheceu e sabendo que você pecaria providenciou, antecipadamente um plano de perdão para os teus pecados. Jesus, o cordeiro superior e eterno de Deus é o único que tem poder para te libertar de todos os teus pecados.
 
Pr. Rayfran Batista da Silva
Pastor presidente da Assembleia de Deus em Santa Inês, MA. 2º Vice-presidente da CEADEMA - Convenção Estadual das Assembleias de Deus no MA. Diretor do IBPE- Instituto Bíblico Pastor Estêvam Ângelo de Sousa. Pregador, professor de várias matérias teológicas. Pós-graduado em Teologia, graduado em  Filosofia, Letras e História. Autor de 09 livros nas áreas de Bíblia, Teologia e  história. Email: rayfranbatista@gmail.com

       

Tags: ,

0 Responses to “Estudo Bíblico: Jesus - O Cordeiro Superior e Eterno! (Pr. Rayfran Batista da Silva)”

Postar um comentário

Comentários

Compartilhe essa informação!

Inscreva-se aqui

Inscreva-se gratuitamente neste site e receba todas as notícias diretamente em seu email

© 2013 Ieadesi Maranhão. All rights reserved.
Designed by SpicyTricks