Translate this site into your language!

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Bento XVI renuncia por ‘não ter mais forças’; entenda


O papa leu o anúncio de sua renúncia durante reunião de cardeais no Vaticano. A imagem foi divulgada pelo jornal L’Osservatore Romano, do Vaticano


O surpreendente discurso foi feito entre as 11h30 e 11h40 locais (8h30 e 8h40 do horário brasileiro de verão), segundo o Vaticano.
O Vaticano anunciou que o papado, exercido pelo teólogo alemão desde 2005, ficará vago até que o sucessor seja escolhido, o que se espera que ocorra “o mais rápido possível” e até a Páscoa, segundo o porta-voz Federico Lombardi.
Em comunicado, Bento XVI, que tem 85 anos, afirmou que deixará a liderança da Igreja Católica Apostólica Romana devido à idade avançada, por “não ter mais forças” para exercer as obrigações do cargo.
O Vaticano negou que uma doença tenha sido o motívo da renúncia.
O pontífice afirmou que está “totalmente consciente” da gravidade de seu gesto.
“Por essa razão, e bem consciente da seriedade desse ato, com total liberdade declaro que renuncio ao ministério como Bispo de Roma, sucessor de São Pedro”, disse Joseph Ratzinger.
Sucessor de João Paulo II, Bento XVI havia assumido o papado em 19 de abril de 2005, com 78 anos.
O Vaticano afirmou que a renúncia será formalizar às 20h locais de 28 de fevereiro (17h do horário brasileiro de verão), uma quinta-feira.
Até lá, o Papa estará “totalmente encarregado” dos assuntos da igreja e irá cumprir os compromissos já agendados, segundo a Santa Sé.
O novo Papa será escolhido pelo conclave de cardeais, como de costume.
Decisão surpreendente
O porta-voz do Vaticano disse que a decisão do Papa surpreendeu a todos do seu círculo mais próximo.
Lombardi afirmou que, após a renúncia, Bento XVI vai à residência papal de verão, em Castel Gandolfo, próximo a Roma, e depois irá morar em um mosteiro dentro do Vaticano, que vai ser reformado para recebê-lo.
Lombardi também disse que Bento XVI não vai participar do conclave.
O porta-voz afirmou que Bento XVI mostrou “grande coragem” no seu gesto e descartou que uma depressão tenha sido o motivo da renúncia.
Lombardi também descartou que Bento XVI vá interferir no papado de seu sucessor.
Aparência frágil
Nos últimos meses, o Papa parecia cada vez mais frágil em suas aparições públicas, muitas vezes precisando de ajuda para caminhar.
Em seu livro de entrevistas publicado em 2010, Bento XVI já havia falado sobre a possibilidade de renunciar caso não tivesse condições de continuar no cargo.
Georg Ratzinger, irmão do Papa, afirmou à France Presse que o pontífice já planejava a renúncia havia alguns meses.
O diretor do jornal do Vaticano, o ‘L’Osservatore Romano’, Giovanni Maria Vian, disse que a decisão foi tomada há quase um ano.




(Fonte: http://www.verdadegospel.com/bento-xvi-renuncia-por-nao-ter-mais-forcas-entenda/?area=3) acesso em 15 de fev. de 2013

Tags:

0 Responses to “Bento XVI renuncia por ‘não ter mais forças’; entenda”

Postar um comentário

Comentários

Compartilhe essa informação!

Inscreva-se aqui

Inscreva-se gratuitamente neste site e receba todas as notícias diretamente em seu email

© 2013 Ieadesi Maranhão. All rights reserved.
Designed by SpicyTricks