Translate this site into your language!

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Você anda com Deus? (Estudo bíblico - Pr. Rayfran Batista da Silva)


Andar com Deus é um dos maiores privilégios que um ser humano pode desfrutar nesta terra. Andar com Deus é mais que um privilégio, é uma atitude de comunhão e de direção que alguns seres humanos experimentam numa dimensão fora do comum.
Andar com Deus é um dos maiores privilégios que um ser humano pode experimentar durante sua curta existência na terra.
Conforme os registros históricos do período equivalente ao antigo testamento que estão à nossa disposição, não foram muitos os homens tiveram esta experiência na história. Os primeiros viventes que sentiram a alegria de conviver com Deus de um modo tão próximo foram Adão e Eva naquele período imediatamente após a criação em estado de total comunhão perante a santidade do Todo poderoso.
Andar com Deus é aquele suspirar da alma dos mortais pela presença viva do todo-poderoso. O desejo de andar com Deus é o anelo do espírito que pode ser comparado à exclamação do mavioso salmista de Israel: “Como o cervo brama pelas correntes das águas, assim suspira a minha alma por ti, ó Deus! A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando entrarei e me apresentarei ante a face de Deus?” (Sl 42.1,2).
O andar com Deus traz também uma responsabilidade que se estende por toda maneira de viver, influenciando a conduta diária na vida pessoal, na família, no trabalho e na igreja. Andar com Deus envolve a santificação progressiva. Não apenas a santificação posicional, mas também aquele tipo de caminhada que nos permite a cada dia, ir aos poucos, nos tornando mais parecidos com Jesus, mais semelhantes ao filho de Deus.
Andar com Deus é o que todo cristão sincero deveria ansiar diariamente. É o desejo mais forte que deveria permear as emoções de todas as pessoas regeneradas.
Andar com Deus é um prazer mais digno do que aquele de possuir todas as riquezas e glórias deste mundo vil e passageiro.
Andar com Deus foi o privilégio que, no período bíblico notabilizou a vida de homens como Enoque, Noé, Abraão, Moisés, Samuel, Elias, Daniel e Paulo. Na história da igreja milhares de santos, muitos deles até anônimos, experimentaram também este poder e esta graça de ouvir a doce voz do criador de um modo tão íntimo e de tal forma inconfundível que os seus contemporâneos poderiam facilmente testemunhar: “Eles andaram com Deus”.


Andar com Deus deveria ser a meta principal dos pastores de almas. Este deveria ser o desejo supremo dos homens que receberam um chamado especial para conduzir a outros nos caminhos da justiça divina.
Andar com Deus deveria ser o primeiro objetivo na vida de um pregador da palavra de Deus. Antes de desejar a honra das tribunas, o aplauso das multidões e o reconhecimento das autoridades eclesiásticas, os mensageiros do evangelho deveriam buscar ardentemente o pleno exercício espiritual de andar com Deus.
Andar com Deus é um estado de comunhão em um nível tão elevado que a simples conservação deste modelo de vida pode proporcionar àqueles que assim vivem, a alegria da direção divina de uma forma única e segura. Foi por causa deste modo de andar, por causa da intimidade e confiança no eterno que o salmista compositor do salmo 139 pôde, então, cantar: “Senhor, tu me sondaste e me conheces. Tu conheces o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento. Cercas o meu andar e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos. Sem que haja uma palavra na minha língua, eis que, ó Senhor, tudo conheces. Tu me cercaste em volta e puseste sobre mim a tua mão. Tal ciência é para mim maravilhosíssima; tão alta, que não a posso atingir. Para onde me irei do teu Espírito ou para onde fugirei da tua face? Se subir ao céu, tu aí estás; se fizer no Sheol a minha cama, eis que tu ali estás também; se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar, até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá”. (Sl 139.1-10).
Quando andamos com Deus as lutas da vida são enfrentadas com fé e coragem, esperança e determinação.
Quando andamos com Deus os nossos pés não andam vacilantes, nem as nossas mãos desistem de fazer o bem. Nossos olhos não se desviam do alvo, nossos ouvidos não se contaminam com sons estranhos deste mundo, nossos lábios são purificados com as brasas vivas do altar de Deus e a nossa mente é ungida com pensamentos puros e dignos de um verdadeiro filho de Deus.
Quando andamos com Deus o nosso coração não teme o futuro e nem os nossos sentimentos se abalam com facilidade diante das circunstâncias adversas. Por causa deste estilo de vida em sintonia com a soberania do Eterno Deus de Israel, Habacuque interpretou a sua perspectiva, tanto diante do presente como diante das possíveis adversidades futuras: “Porquanto, ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento; as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja vacas, todavia, eu me alegrarei no Senhor, exultarei no Deus da minha salvação. Jeová, o Senhor, é minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas”. (Hc 3.1719)



Quando andamos com Deus, a sua palavra torna-se naturalmente a nossa bússola segura, suas promessas transformam-se em realidade, e a sua direção nos menores detalhes do nosso viver, vem a ser uma prática diária e dinâmica.
Quando andamos com Deus o nosso ser interior é revestido de força para vencer as tentações. Ainda que estas não deixem de acontecer, no entanto não mais nos assustam, nem nos deixam temerosos.
Quando andamos com Deus não precisamos nos preocupar e nem perdermos a esperança se formos surpreendidos com algum problema ou alguma adversidade inesperada, nem nos desgastamos mentalmente elaborando ‘porquês’ diante dEle. Em vez de nos questionarmos ou questionarmos o nosso Senhor, nos bastará apenas um ‘para que Senhor?’ qual é o teu propósito ao permitires isso e aquilo? O que o Senhor deseja me ensinar desta vez? De que modo o Eterno deseja que teu servo cresça? Em que direção desejas guiar-me?
Quando andamos com Deus os valores deste mundo perdem a sua importância, as glórias e as riquezas desta terra deixam de nos atrair, as posições sociais, a fama, o poder e os prazeres desta vida não são mais as prioridades supremas da vida.
Quando andamos com Deus o conhecimento que mais nos interessa é o conhecimento do Eterno e das coisas espirituais, a nossa busca é pelas coisas de cima e não pelas que são da terra (Jr 9.23,24; Jo 17.3; Cl 3.1,2).
Quando andamos com Deus a sabedoria que vem do alto é a nossa diretriz e o nosso prazer diário (Tg 3.17). O maior objetivo desta reflexão é glorificar a Deus e motivar a você, estimado leitor na sua caminhada com Deus. Se por algum motivo você desanimou nesta jornada, ou tem percebido algum desvio de rota, hoje Deus te convida a voltar aos trilhos de sua bendita palavra e a sentir outra vez a alegria de andar com Ele. Você está andando com Deus?


     Pr. Rayfran Batista da Silva 
Pastor presidente da Assembleia de Deus em Santa Inês, MA. 2º Vice-presidente da CEADEMA - Convenção Estadual das Assembleias de Deus no MA. Diretor do IBPE- Instituto Bíblico Pastor Estêvam Ângelo de Sousa. Pregador, professor de várias matérias teológicas. Pós-graduado em Teologia, graduado em Filosofia, Letras e História. Autor de 09 livros nas áreas de Bíblia, Teologia e história. Contatos: rayfranbatista@gmail.com 


Tags:

0 Responses to “Você anda com Deus? (Estudo bíblico - Pr. Rayfran Batista da Silva)”

Postar um comentário

Comentários

Compartilhe essa informação!

Inscreva-se aqui

Inscreva-se gratuitamente neste site e receba todas as notícias diretamente em seu email

© 2013 Ieadesi Maranhão. All rights reserved.
Designed by SpicyTricks